COLVEN. A MÍSTICA DA CRIAÇÃO.

Um mecânico em Detroit deixa de descansar por algumas horas para dar vida, na oficina de sua casa, ao futuro primeiro carro de série.

Em um povoado da Califórnia, um jovem programador e seu amigo produzem na garagem de seus pais, o computador que transformará a história.

Um filho de ferreiro, em um galpão emprestado, cria em pleno pampa úmido argentino, uma das primeiras colheitadeiras automotiva.

Há no mundo uma categoria especial de empresas.

São aquelas que nasceram sob a determinação de imaginar e desenvolver uma solução inteiramente nova: essa classe de produtos que merecem ser chamada simplesmente de inventos.

Para estas empresas, a procura da inovação não é uma exigência para o progresso dos negócios.

É uma mística que percorre sua história, inspira seus diretores, orgulha cada um de seus funcionários.

E aquela criação, longe de ser um marco memorável, se transforma em um poderoso ponto de referência para o futuro. Está presente em cada decisão, na forma de um sonho sempre vigente: dar vida a idéias tão valiosas como a invenção original.

Setembro de 1972.

Rafael Antônio Colussi e Néstor Vénica realizaram a prova piloto do primeiro PROTETOR AUTOMÁTICO DE MOTORES. Eles o chamaram VIGIA.